Notas e Referências

Padrão

NOTAS

1 MING, Laura. Nascidas para se maquiar. Revista Veja, edição 1980 de 1 nov 2006, pág. 110-112, ano 39, n. 43. Editora Abril. São Paulo.

2 PINTO, Maria Cristina Domingues. Resposta. [mensagem pessoal] Mensagem recebida por em 02 out. 2006

3 LINS CALDAS, Melissa. Citação de entrevista pessoal, concedida em 25 de setembro de 2006.

4 PINTO, Maria Cristina Domingues. Resposta. Mensagem recebida por em 02 out. 2006

5 IYAKEKERÊ. A infância está mais curta [comentário]. Disponível em: Acesso em: 15 out. 2006

6 ANDRADE, Ana Valéria de. Entrevista pessoal realizada em 11 out. 2006.

7 SOUSA, Renata Guaraná de. Entrevista pessoal concedida em 13 out. 2006.

8 Revista PLAYBOY, edição de setembro de 1990. As fotos da modelo Andréa Cardoso, foram tiradas pela fotógrafa Mônica Fraga, quando a modelo tinha 13 anos, entretanto não significa que foram publicadas imediatamente. Outras modelos menores de idade também posaram para a mesma revista. São elas: Luciana Vendramini, com 15 anos, e Patrícia Paixão, com 16 anos.

9 PINTO, Maria Cristina Domingues. Resposta. Mensagem pessoal recebida por em 02 out. 2006

10 VEIGA, Aida. Princesas Precoces. Revista Veja, Brasil, p. inicial-final, 01 nov. 2000.

11 JOBIM E SOUZA, Solange. Disponível em . Acesso em 19 nov. 2006

12 Nins – Retratos de Crianças dos Séculos XVI ao XIX, exposição abrigada pelo Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Informações sobre a exposição disponível nos sites: < http://www.faap.br/museu/historico/historico.htm&gt;

13 Alguns autores medievalistas, como Hanawalt (1986) e Paterson (1993), contestam a idéia de Áries, de que não havia consciência das particularidades da infância, se comparada ao mundo adulto. Esses pesquisadores alegam que pais franceses e ingleses reconheciam a infância como um estágio diferenciado da vida já na Idade Média. Outros autores modernos – entre eles Pllock (1983, 1987) postulam que, além de existir uma concepção de infância antes da Revolução Industrial, havia também pais emocionalmente vinculados a seus filhos.

14 VALLADARES, R. O tchan infantil. Veja, 13 ago. 1997, p. 122-123.

15 SAMPAIO, Rosa. Debate em reunião semanal do programa da ONG Auçuba, o Só Para Fazer Mídia, em 2006, sobre pauta do Prioridade Absoluta com os estagiários Amanda Gundes, Déborah Guaraná, Diogo Stanley, Renata Albuquerque e Rodrigo Sarmento, além das jornalistas Nataly Queiroz e Ylka Oliveira

16 VEIGA, A. Criança pensando como gente grande. Veja, 16 mai. 2001, p.70-72.

17 ROCCO, Christiane. Resposta. Mensagem pessoal recebida por em 02 out. 2006

18 FREUD, S. Os três ensaios sobre a sexualidade. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud: Edição Standard Brasileira. v. VII, Rio de Janeiro: Imago, 1989.

REFERÊNCIAS

ANDRADE, Ana Valéria de. Entrevista pessoal realizada em 11. out 2006.

ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. Guanabara, Rio de Janeiro, 1983

BARROS, Aidil de Jesus Paes de; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de pesquisa: propostas metodológicas. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

BAUDRILLARD, J. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições70, 1985.

BAUMAN, Z. O mal estar na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

BOURIDEU, P. Sobre a Televisão. Rio de Janeiro, 1997.

CASTRO, L. Consumo e a Infância Barbarizada: elementos da modernização brasileira? In: Infância e Adolescência na cultura do consumo. Rio de Janeiro: NAU, 1998.

_________ (org.) Crianças e Jovens na Construção da Cultura. Rio de Janeiro: NAU, 2001.

_________ (org.) Infância e Adolescência na Cultura do Consumo. Rio de Janeiro: NAU, 1998.

COSTA, Moacir. Sexualidade na Adolescência – dilemas e crescimento. Porto Alegre: L & PR, 1986.

CONSTANTINE, L.L. e MARTINSON, F.M. – Sexualidade infantil. São Paulo: Roca, 1984.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

IYAKEKERÊ. A infância está mais curta [comentário]. Disponível em: Acesso em: 15 out. 2006

JOBIM E SOUZA, Solange. Entrevista. Disponível em: . Acesso em 19 nov. 2006

_____________________. Infância e Linguagem: Bakhtin, Vygotsky e Benjamin. Campinas: Papirus.

_____________________. Subjetividade em Questão. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2000.

_____________________. Mosaico: Imagens do Conhecimento. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos/Contracapa, 2000.

JOBIM E SOUZA, S & CASTRO, L. Pesquisando com Crianças: subjetividade infantil, dialogismo e gênero discursivo. Psicologia Clínica Pós Graduação e Pesquisa, v.9, n.9, 1997/8, Departamento de Psicologia PUC-Rio,p. 83-116.

LINS CALDAS, Melissa. Entrevista pessoal, concedida em 25 de setembro de 2006.

MING, Laura. Nascidas para se maquiar. Revista Veja, edição 1980, 01 nov 2006, ano 39, n. 43, p. 110-112. São Paulo : Editora Abril.

NINS – Retratos de Crianças dos Séculos XVI ao XIX, exposição abrigada pelo Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Informações sobre a exposição disponível no sites:

PEDROSA, Isabel. Resposta. Mensagem pessoal recebida por [déborahguarana@gmail.com]

PINTO, Maria Cristina Domingues. Resposta. [mensagem pessoal] Mensagem recebida por em 02 out. 2006

POSTMAN, N. O Desaparecimento da Infância. Rio de Janeiro: Grafia, 1999.

REIS, S. Sobra TV ou Faltam Pais? Os Programas Infantis da TV e a Formação Sexual das Crianças. Rio de Janeiro: Dissertação de Mestrado em Sexualidade Humana da UGF – RJ, 2001.

RUDIO, Franz Victor. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 22. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

SAMPAIO, Rosa. Debate em reunião semanal do programa da ONG Auçuba, o Só Para Fazer Mídia, em 2006, sobre pauta do Prioridade Absoluta com os estagiários Amanda Gundes, Déborah Guaraná, Diogo Stanley, Renata Albuquerque e Rodrigo Sarmento, além das jornalistas Nataly Queiroz e Ylka Oliveira.

SODRÉ, Muniz. Reinventando a cultura: A comunicação e seus produtos. Petrópolis: Vozes, 1999.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad, 1999

SOUSA, Renata Guaraná de. Entrevista pessoal concedida em 13 out. 2006.

VEIGA, Aida. Princesas Precoces. Revista Veja, Brasil, 01 nov. 2000.

WALSH, D. Eletronic Media Tend to Privatize Family Life. Family Focus, March 2001, p.F6-F7.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s